Dr. Luiz Gustavo - neurocirurgia funcional • dor • estereotaxia

FAQ

É normal pacientes com câncer sentirem dor?

Cerca de 40% dos pacientes com neoplasias malignas apresentam dor na fase inicial, já na fase avançada da doença até 80% sentem algum desconforto doloroso. As dores sentidas em qualquer fase do tratamento podem e devem ser tratadas e controladas, isso possibilitará que o paciente tenha mais tranquilidade e qualidade de vida para enfrentar as diversas etapas do tratamento.

 

A dor é mais comum durante o tratamento ou após a cura da doença?

A dor no paciente com câncer pode ocorrer tanto durante o tratamento como após a cura.

Durante o tratamento a dor decorrer da compressão de órgãos ou outros tecidos pelo tumor (dor nociceptiva), da destruição e deslocamento de nervos pela massa tumoral (dor neuropática), ou mesmo pela liberação de substâncias inflamatórias pelo tumor que geram a sensação dolorosa.

Após o tratamento a dor pode ser um efeito colateral das medicações usadas, como exemplo existem alguns quimioterápicos que podem gerar inflamações nos nervos.

 

Como tratar a dor?

Os tratamentos para eliminar as dores causadas pelo câncer são bastante efetivos e irão variar de acordo com o caso e a intensidade da dor.

Inicialmente o tratamento é sempre feito com medicações, podem ser usados de acordo com a gravidade da dor analgésicos comuns, menos frequentemente anti-inflamatórios devido aos efeitos colaterais, e em casos de dor intensa pode ser indicada morfina.

Como tratamentos adjuvantes frequentemente são utilizados antidepressivos, anticonvulsivantes e antipsicóticos, estas medicações quando usadas em associação com morfina e seus derivados potencializam o combate à dor causada pelo câncer.

Em casos que a dor é de difícil controle, o tratamento cirúrgico realizado por especialista em dor é uma opção a ser considerada, em sua maioria se tratam de procedimentos minimamente invasivos.

Em alguns casos bloqueios ou merotomias podem ser realizados para interromper o caminho da dor para o cérebro. Já outros casos tem indicação do tratamento por neuromodulação, este tratamento é feito com dispositivos que liberam a medicação no sistema nervoso central ou outros dispositivos que se assemelham a eletrodos ligados a marca passos que liberam a medicação alterando a sensação dolorosa.

 

O mais importante é que o paciente saiba que todos os tipos de dores desde a mais leve até a mais severa são passíveis de tratamento. Tratar a dor possibilitará que o paciente tenha mais disposição e qualidade de vida durante o tratamento, para isso é importante que o paciente deixe claro que deseja que sua dor seja avaliada pela equipe médica multidisciplinar.

 

FAQ

Quando pode ser aplicado o tratamento cirúrgico para o TOC?

Como é realizado o tratamento cirúrgico para hiperidrose?

O que fazer em casos de dor pós cirurgia de coluna?

voltar
Dr. Luiz Gustavo - neurocirurgia funcional • dor • estereotaxia