Dr. Luiz Gustavo - neurocirurgia funcional • dor • estereotaxia

Tratamentos

Dor Neuropática

O que são Dores Neuropáticas?

Dr. Luiz Gustavo Peixoto – As dores neuropáticas fazem parte de um tipo de sensação dolorosa que ocorre em uma ou mais partes do corpo e são associadas a doenças que afetam o Sistema Nervoso, ou seja, os nervos periféricos, a medula espinhal e o cérebro. Essas dores podem ser consequência, também, de doenças degenerativas que levam a compressão ou a lesões das raízes dos nervos na coluna vertebral. A dor neuropática pode se manifestar de várias formas, como sensação de queimação, peso, agulhadas, ferroadas, choques. Pode ser acompanhada ou não de “formigamento” ou “adormecimento” (sensações chamadas de parestesias), de uma determinada parte do corpo. Desta forma, os principais exemplos de dores neuropáticas são: a nevralgia do trigêmeo, a polineuropatia diabética e alcoólica, a dor pós acidente vascular encefálico, as dores decorrentes de patologias da coluna vertebral e algumas dores decorrentes do câncer.

Quais são os principais fatores desencadeantes das Dores Neuropáticas?

Dr. Luiz Gustavo Peixoto – Entre os principais fatores desencadeantes desse tipo de dor, estão: os traumas (acidentes, fraturas ou cirurgias), que levam a dores agudas de grande intensidade no período de convalescença ou no pós-operatório; o Diabetes Mellitus, que lesa a capa que reveste os nervos (“bainha de mielina”), provocando a neuropatia diabética. No caso do alcoolismo, a deficiência de nutrientes e de vitaminas, afeta a função nervosa de forma significativa, que também desencadeia um quadro de dor neuropática. Quando não tratados adequadamente, todos estes tipos de dor podem se cronificar.

Como é o tratamento desse problema de saúde?

Dr. Luiz Gustavo Peixoto – O tratamento objetiva a cura da doença e, quando isso não é possível, visa aliviar o sofrimento do paciente. Os medicamentos comumente usados são os anticonvulsivantes, os antipsicóticos e os antidepressivos. Outra opção é a cirurgia, indicada para alguns tipos específicos de dores neuropáticas. O tratamento cirúrgico é realizado sobre o nervo, na medula espinhal ou ainda, em nível cerebral (exemplos: implantes de eletrodos ou estimuladores que funcionam como marca-passos do coração).

Clique aqui e agende sua consulta.

voltar
Dr. Luiz Gustavo - neurocirurgia funcional • dor • estereotaxia